Quem
Somos
Produtos Produtos em
uma Página
Informações Artigos Download Estabelecimentos
Kosher
Certificação
Kosher
Pontos
de Venda
Fale
Conosco
Quem
Somos
Produtos Produtos em
uma Página
Informações Artigos Download Estabelecimentos
Kosher
Certificação
Kosher
Pontos
de Venda
Fale
Conosco
Facebook da LKB
Artigos
Halachot sobre Remédios e Cosméticos em Pêssach « Voltar

Halachot sobre Remédios e Cosméticos em Pêssach

Rabino Dovid Heber, Star-K Kashrus Administrator
(Este artigo foi um pouco resumido)

HALACHOT sobre tomar medicação em Pêssach

As seguintes halachot são baseadas no pessak do Rabino Moshe Heinemann
e Rabino Guershon Bess:

Importante: Ninguém deve se abster de tomar qualquer medicação necessária
mesmo se ela contém chamets, sem antes consultar o seu médico e Rav.

Nota: Todos os medicamentos para doença cardíaca, diabetes, pressão arterial elevada, doença renal e depressão podem ser tomados em Pêssach.

Cholê Sheyesh Bo Sakaná

Se alguém está em perigo de vida ou ter risco de ficar em perigo, deve tomar qualquer remédio que contenha chamets a não ser que haja disponível um remédio sem chamets, que seja igualmente eficaz. A pessoa poderá tomar também para evitar uma possível sakaná (perigo). Isto é válido indiferentemente do tipo do medicamento (ou seja: comprimidos, drágeas, cápsulas, pastilhas mastigáveis e líquidos). Se facilmente disponíveis, é preferível tomar comprimidos ou drágeas.

Indivíduos em condições de sakaná não devem trocar as medicações, mas devem continuar regularmente com as suas prescrições, contenham ou não chamets (a menos que um médico aconselhe de outra forma). Exemplo, vide artigo "Guia de Kashrut para Remédios, Vitaminas e Suplementos Nutricionais" item I. 

Cholê She'ein Bo Sakaná

Alguém cuja vida não está em perigo. Isto inclui quem está acamado, ou é perceptível seu funcionamento abaixo do padrão devido à dor ou doença, ou tem uma febre que não é potencialmente fatal. Mais exemplos, vide "Guia de Kashrut para Remédios, Vitaminas e Suplementos Nutricionais" item II.

Pela Halachá essa pessoa pode tomar qualquer comprimido, cápsula ou drágea independentemente se ela contém chamets (a menos que há disponível um mesmo medicamento eficaz que não contenha chamets). No entanto, se possível, uma pessoa só deve utilizar medicamentos que não contêm chamets. Deve notar-se que um cholê she'ein bo sakaná pode consumir kitniyot (leguminosas) (Mishná Berura 453:7).

Todas as pastilhas para mastigar e medicamentos líquidos só podem ser utilizados, se eles aparecerem na lista de aprovados para Pêssach ou se puder determinar que seja livre de chamets. Isso é válido mesmo que o produto contenha kitniyot.

Barí (saudável) ou Mechush (ligeiro desconforto)

Aquele que está sentindo um ligeiro desconforto (por ex. ligeiras dores articulares ou corrimento nasal) ou que esteja em bom estado de saúde, pode tomar apenas produtos encontrados na lista de aprovados para Pêssach. Pois só pode tomar os produtos que são livres de chamets e kitniyot.

Se uma pessoa precisa mastigar uma pastilha ou tomar uma medicação líquida para um pequeno desconforto, poderá tomá-la apenas se esta aparece na lista e, de preferência, deve ser livre de kitniyot. (Halachicamente, é permitido ingerir uma medicação mesmo que ela contém kitniyot quando os kitniyot forem batel berov, uma vez que não é exigido shishim - ver Mishná Berura 453:9).

Tanto aquele que tem um mechush (ligeiro desconforto) como quem é barí (saudável) não deve consumir kitniyot em um modo normal (isto é, mastigar uma pastilha saborosa de kitniyot ou consumir um liquido saboroso de kitniyot), a pessoa deve assegurar-se que a medicação não é apenas livre de chamets, mas também livre de kitniyot (ou pelo menos confirmar que os kitniyot estão batel berov - anulados em maioria).

Além disso, na maioria dos casos, as informações recolhidas para a lista não são baseadas em uma inspeção de mashgiach às instalações, mas sim em informações fornecidas pelo fabricante. Embora pela halachá uma pessoa possa confiar nesta informação, no entanto, uma pessoa que tenha mechush ou pessoa saudável, é louvável e ideal que se abstenha de tomar os medicamentos kederech achilá (comido de uma forma normal - por exemplo, pastilhas saborosas mastigáveis ou líquidos), a menos que sejam certificadas para Pêssach. Esta halachá geralmente aplica-se também a vitaminas tomadas para manter a boa saúde.

HALACHOT sobre cosméticos em Pêssach

Pela halachá, todos os artigos não alimentares considerados impróprios para consumo canino (nifssal me'achilat kelev, isto é uma coisa que não daria de alimento ao seu cão) pode ser utilizado em Pêssach. Isso inclui todos os produtos cosméticos, sabonetes, pomadas, e cremes. No entanto, as pessoas têm agido de forma rigorosa no que diz respeito a estes itens. As pessoas são rigorosas por diversas razões.

  1. Muitos produtos, incluindo loção de barbear e perfume, contem álcool desnaturado, que pode ser transformado em álcool regular. De acordo com algumas opiniões, não se deve utilizar tais produtos em Pêssach.
  2. O Biur Halacha (326:10 Beshaar) escreve em nome do Gr"a que a pessoa deve ser rigorosa e não usar sabão não-kosher durante o ano todo (sicha kishtiya). Ainda que não estamos acostumados com esse rigor, em Pêssach muitas pessoas tem se adaptado a esta chumra (rigor) e não permitimos o uso de itens chamets mesmo que estes sejam utilizados externamente.
  3. Alguns são da opinião de que não dizemos "nifsal" (comida imprópria para consumo canino) sobre um item que é produzido inicialmente como um item não-alimentar.

  4. Batom é muitas vezes ingerido sem intenção quando se come alimentos. Se o batom contém chamets, é admissível halachicamente aplicá-lo desde que o batom é impróprio para consumo canino. No entanto, a maioria das mulheres preferem não consumir sequer um vestígio de algo proibido.
  5. Creme dental e bochecho contêm sorbitol e outros ingredientes que podem ser derivados de chamets. Embora pela halachá esses itens são permitidos para utilização, uma vez que são nifsal me'achilat kelev, muitos preferem não usá-los uma vez que são usados via oral.
  6. Historicamente, tem sido o costume de seguir rigorosas opiniões sobre Hilchot Pêssach. Além do mais parece ser um costume corrente ou predominante, restringir o uso de itens que possam conter chamets, mesmo quando eles são claramente nifsal me'achilat kelev.

Chag kasher VeSameach!!!